Animes Blog Curiosidades

Araburu Kisetsu: a forma interessante que o sexo é abordado no anime

Araburu
©Lay-duce/Mari Okada

Sexo sempre foi um tema recorrente no mundo dos animes, possuindo inúmeros títulos focados exclusivamente no lado mais apelativo, sobretudo, buscando ganhar sucesso na comercialização de suas personagens.

Hoje, falaremos sobre Araburu Kisetsu, um anime que abrange o sexo, entretanto, de uma forma mais dramática e próxima da realidade (em alguns momentos) por abordar adolescentes recém-introduzidas ao “mundo adulto”.

Para quem não sabe de nada

Se você caiu aqui de paraquedas e não sabe do que se trata, fique tranquilo, pois explicarei um pouco sobre a obra. Consiste em algumas meninas do ensino médio, membros de um clube de literatura, sendo introduzidas ao mundo sexual por influência de seus materiais de leitura.

Mas o grande agravante para os acontecimentos é o anseio delas pelo auto-conhecimento, afinal, estão recebendo aquela bomba de hormônios da “popular” puberdade.

Em síntese, quando li a sinopse da obra e notei que seria abordado o tema, pensei que haveria uma chuva de cenas apelativas envolvendo as garotas; felizmente, a premissa era completamente diferente.

©Lay-duce/Mari Okada | “Ainda bem!”
Familiaridade

Por tentar se mais realista, Araburu possui uma facilidade imensa para cativar seus telespectadores.

Afinal, trata justamente daquela fase de descobertas corporais; momentos que o público já passou ou ainda está passando. Esse fator gera uma facilidade maior para simpatizar com as personagens e entender (ou tentar compreender) os dramas que elas estão passando.

Pois, concordemos, é normal ter medo e receio de se descobrir coisas novas.

O fato da obra abordar cinco personagens diferentes, ao mesmo tempo, é outro ponto fundamental. Pois consegue atingir tanto as pessoas que são extremamente inseguras, quanto as que possuem uma maior experiencia no assunto.

Há uma variedade de personalidades: algumas mais calmas como a Sugawara-chi, outras mais tímidas como a Kazusa, e até uma mais “ousada” – a Hongo-san.

©Lay-duce/Mari Okada | “Eis a Hongo-san, a menina mais para frente aqui (ou será que não)?”
Concluindo 

O drama da obra, mesmo sendo tratado de forma mais amena (e até exacerbada em alguns momentos), consegue transmitir ao telespectador uma genuína sensação da adolescência: o medo das descobertas sentimentais.

Além disso, aborda de uma forma inteligente o tema sexualidade, que, para alguns jovens, tende a ser um problema. Tal como foi apresentado nos enredos de seus episódios, com suas protagonistas tentando compreender o que está acontecendo com seus corpos e, principalmente, com seus sentimentos.

Leia mais artigos de curiosidade sobre animes.
Araburu Kisetsu está disponível no catálogo do serviço de streaming HIDIVE.

Posts relacionados