Análises Semanais Animes Blog

Bunny Girl | Episódios 9 e 10: your name

©CloverWorks/Hajime Kamoshida
Bunny Girl | Episódio 9 – Irmã em pânico <> Episódio 10 – Parabéns pelo complexo
Massa: a meia-irmã de Mai Sakurajima 

Toda vez que eu assistia a abertura da obra, me questionava sobre o mesmo ponto. Quem é essa garota loira? O episódio nove nos apresentou a ela: Nodoka. A meia-irmã da Mai. Uma garota com um complexo de inferioridade grande em relação a sua irmã mais velha.

Apesar desse problema, ela é introduzida como uma personagem legal. A grande errata, se assim podemos dizer, é ela ter aparecido nesses dois episódios, praticamente, a todo tempo no corpo da Mai. Para mim, passou a sensação de estar vendo uma Sakurajima genérica; não a Nodoka.

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Percebe-se!”

Você pode falar que elas trocaram de corpo, porém, veja a Mai no corpo da Nodoka. Somente a feição já difere e dá para o telespectador ter certeza: é a Sakurajima. Particularmente, espero que a Nodoka apareça mais daqui para frente e, principalmente, mostre uma superação em relação a todos esses empecilhos gerados pelo fator: “irmã mais nova”.

Cobertura: Sakuta gigolô, Kaede: a cavaleira das trevas ressurge, pais desnaturados 

A cena do irmão gigolô, de longe, foi a mais engraçada desse arco. O Sakuta está sempre acompanhado de sua sinceridade, um lado muito bom do personagem. Devido a isso, as suas relações acabam sendo sempre surpreendentemente boas. Não foi diferente com a Nodoka. O que eu achei bacana, foi o roteiro ter deixado ele mais tempo com a Nodoka do que com a Mai em si.

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Sakuta seu gigolô! Gado demais”

E os dois criaram uma boa relação. Eu me pergunto, será que a Nodoka será a próxima vítima? Será ela a próxima a cair em amores pela escória do Sakuta? Seria interessante, porém, problemático. Por mais que as outras personagens sejam carismáticas, em questão química, Mai e Sakuta desbancam todos; e até outros casais de outros animes.

A química dos dois é tão boa, que me recorda quando Andrew Garfiled Emma Stone interpretaram Peter Parker e Gwen Stacy em The Amazing Spider-man. Toda a sincronia do casal é tão envolvente, que é impossível não torcer por eles.

O episódio dez, sutilmente, nos introduziu ao arco que está por vir. O dedicado a Kaede. E sim, o título da minha próxima análise será esse: Kaede – a cavaleira das trevas ressurge. A diferença da irmã do Sakuta para o Batman é que ela não tem que enfrentar o Bane. Brincadeiras à parte, foi bem legal ver que ela está ganhando coragem para voltar a ativa.

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Deshi deshi basara basara (entendedores, entenderão a referência)

Outro ponto que eu achei intrigante foram os pais de Sakuta e Kaede. Primeiramente, achei que os dois eram órfãos. Aí do nada, surge o pai que está cuidando da mãe dele que surtou. Sinceramente, o Sakuta é muito mais “pai” da Kaede do que o próprio pai deles.

Recheio: your name

Agora vamos ao ponto-chave, ao Kimi no Na wa do anime. As irmãs que trocaram de corpo e sentiram na pele o que a outra passa. Em suma, nada mais foi que uma lição para a Nodoka, afinal, a Sakurajima lidou muito bem se passando pela irmãzinha. Eu gosto dessa imponência que a personagem tem de não desmoronar frente a nenhum obstáculo.

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Não precisa ser como ela.”

Ao passo que a Mai se adaptava bem, a Nodoka ficou para trás. Sentiu o quão difícil é ser a irmã. A pressão psicológica que a mesma sofre; não obstante, ainda teve crise de ansiedade durante uma gravação. Tudo foi necessário para que a moça reconhecesse todos esses pontos e aceitasse que sua existência não precisava ser que nem a de Mai.

Aceitação que somente veio após a descoberta das cartas que a Mai guardava naquele armário japonês. A cena foi emocionante. Engraçado foi somente a volta para os seus corpos. Eu acharia melhor que fosse algo mais “simples” como uma “troca de almas”. Aquela troca de aparência ficou… bizarro (????).

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Parece que os correios não trabalharam”

Cada uma dispõe uma vida. Cada uma deve traçar o seu próprio caminho. Se espelhar é uma coisa, ter que ser igual é um paralelo muito divergente.

Foram dois bons episódios, não foi o melhor arco até aqui. Para mim, esse posto continua com o arco da Koga. Entretanto, não deixou de ser interessante. Agora, nos preparemos para o retorno da Kaede.

Nota: A – Brownie com calda de chocolate 

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Selo cama de gato de qualidade”

Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai está em simulcast pelo serviço de streaming Crunchyroll.

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Foi comprar cigarro?!”

Posts relacionados