Análises Semanais Blog

Carole & Tuesday | Episódio 9: tensão, emoção e memes

©Bones/Shinichiro Watanabe

Carole & Tuesday | Episódio 9 – Dancing Queen

Considerações iniciais 

Após a usual espera, damos continuidade à cobertura semanal do “arco de torneio” em Carole & Tuesday. Assim como na análise anterior, o que teremos mais para comentar são os bastidores, visto que boa parte do episódio também foi tomada por quatro performances musicais das quartas de final do Mars Brightest. Em geral foi um capítulo bem rico e divertido dessa história, como esperado.

Escolhas visuais

Ao contrário do que costumo fazer normalmente, iniciarei a análise dando uma atenção maior à direção visual. Nessa semana ela acabou chamando mais minha atenção do que o normal. Creio que todos nós temos em mente que a equipe geral do projeto é bastante competente, e vem entregando uma boa qualidade, tanto nas performances quanto nos momentos de comédia. No entanto, tivemos dessa vez uma meticulosidade bem maior no que se refere aos enquadramentos escolhidos.

Nota-se uma utilização bem frequente do chamado plano de detalhe, um conceito cinematográfico que consiste na câmera focar em uma parte específica do corpo ou do cenário. No caso, a direção desse episódio utilizou-se disso para executar uma narrativa “show don’t tell” quando abordava as emoções envolvidas nas interações entre a Tuesday e a Cybelle. Movimentações discretíssimas das mãos, dos pés, dos troncos ou da boca eram o suficiente para notarmos inquietações por parte das personagens. Bem mais engenhoso que trabalhar apenas com expressões faciais, certo?

©Bones/Shinichiro Watanabe

Lembrando que isso é algo que nem todo mundo consegue executar isso com sucesso, e o êxito da prática nesse episódio pode ser creditado ao storyboarder e diretor responsável — o Tomomi Kamiya. Ele foi animador principal no anime Fune wo Amu, conhecido por seu esbanjamento de qualidade visual mesmo em momentos simples e discretos.

Uma personagem complicada

Apesar de que essa prática permeou o episódio em momentos de vários teores, convenhamos que seu maior ponto de destaque foi, como já citado, no conflito relacionado à Cybelle. A essa altura já deve ter ficado claro para todos que o interesse nutrido por ela à Tuesday pende para o lado do amor carnal. Isso certamente não seria problema se não fosse a sua abordagem totalmente descabida, que não leva em conta o outro lado. Os movimentos da Tuesday sempre são captados pela câmera de forma a denotar seu desconforto com a situação. Naquele momento mais tenso do chupão/mordida também é perceptível que nunca mostram os rostos das duas ao mesmo tempo, além de que elas se mantêm em silêncio. Ainda assim, o expectador compreende bem o quão embaraçante é a situação mostrada.

Por enquanto a Cybelle ainda é uma personagem bem enigmática, e espero que explanem melhor o background por trás dessas atitudes questionáveis dela. Isso seria uma ótima oportunidade para desenvolver tanto ela quanto a dupla principal. Fica como destaque o fato de que o anime não romantiza essa situação, e esse cuidado com o conteúdo é algo que Carole & Tuesday vem fazendo diligentemente desde o primeiro episódio.

©Bones/Shinichiro Watanabe

Agora, saindo desse clima pesado, comentarei brevemente acerca das performances do Mars Bightest. Eu realmente gostaria de ter alguma propriedade para falar mais detalhadamente das músicas em si, mas sou um total leigo no assunto, então peço desculpas pela minha abordagem quase inexistente acerca delas nas minhas análises, haha.

Performances musicais

Mas enfim, a primeira chave foi a com mais teor cômico até aqui, com ambos os concorrentes sendo propositalmente toscos. A insert “Milky Way” de GGK foi digna de um transe ocasionado por uso de drogas, e “Galactic Mermaid” de Mermaid Sisters foi a letra mais genial e profunda já criada pela humanidade um bando de palavrões cantados harmonicamente. Essa última, inclusive, já está sendo utilizada como meme em alguns locais da internet (lembrando que memes são importantes hoje em dia para manter a popularidade de qualquer obra). Não é segredo que a Ângela vencerá facilmente a GGK nas semifinais.

Falando em Ângela, sua disputa foi de longe a mais séria até aqui, visto que ela estava enfrentando Cybelle. Logicamente ela é uma personagem mais importante pra trama do que a maioria dos outros participantes. Essa última apresentou a música “La Ballade” performada por Maika Loubté e composta por Jean-Paul Leboutet, ambos franceses. Devido à língua, ela passou um ar deveras etéreo à sua performance, que claramente buscava alcançar a Tuesday.

Já a Angie performou a versão final de “Move Mountains”, cuja versão a capela já havia sido a nós apresentada no episódio 5. Devo dizer que as IA desenvolvidas pelo Tao fizeram um ótimo trabalho, pois a música ficou naquele ponto exato entre boa e chiclete. Eu particularmente achei bem agradável (a Alisa canta muito), e pelo visto os jurados também tiveram essa preferência. Agora o negócio é aguardar a provável final entre as batidas artificiais dela e a natureza acústica do dueto Carole & Tuesday. Falando nisso, o que será que está causando toda essa curiosidade do Tao em relação a elas? Decerto não foi algo soltado por acaso.

©Bones/Shinichiro Watanabe
Parte técnica

A staff responsável pela produção do episódio teve como storyboarder e diretor de episódio Tomomi Kamiya. Sua participação já foi explanada anteriormente no texto. O supervisor-chefe é o Yoshiyuki Ito, que vem revezando essa função com Naoyuki Konno. O primeiro exerce-a nos episódios ímpares, enquanto o segundo nos episódios pares.

Deixarei aqui um link para vocês verem mais trabalhos do pessoal que participou do anime até agora. Clicando aqui você será direcionado para a página do anime na enciclopédia do Anime News Network.

Próximo episódio

O oitavo episódio têm, como nome, “River Deep, Mountain High”, que faz referência ao single homônimo de Tina Turner.

Muito obrigado por ler até aqui, e sinta-se à vontade para deixar sua opinião nos comentários. Estaremos de volta próxima semana.

Nota: A – Brownie de chocolate com calda de caramelo
Não sabe
o significado das nossas avaliações? Descubra aqui: Menu de Notas.


©A-1 Pictures/Miyuki Nakayama | “O gerente recomenda!”

Carole & Tuesday está em simulcast pelo serviço de streaming Netflix, porém, somente no Japão.
Leia as outras análises desse anime: Carole & Tuesday.

Posts relacionados