Análises Semanais Animes Blog

Carole & Tuesday | Episódio 11: que avaliação bizarra!

©Bones/Shinichiro Watanabe

Carole & Tuesday | Episódio 11 – With or Without You

Considerações iniciais

Após aquele ótimo gancho que finalizou o episódio anterior, retornamos à nossa cobertura semanal de Carole & Tuesday com uma quantidade levemente maior de críticas em relação às outras.

Embora o anime continue representando uma boa dose de entretenimento semanal, creio que acabou decaindo um pouquinho no que toca ao seu roteiro desde o início do arco do Mars Brightest, que, na minha visão, acabou se estendendo demais, tendo em vista o número de episódios do anime. Dessa vez o que mais me incomodou foi, justamente, a facilidade com que as garotas conseguiram contornar o problema introduzido no episódio 10.

O episódio

Convenhamos que o final do episódio passado foi ótimo, como eu havia destacado na ocasião. No entanto, a solução encontrada para o conflito foi, no mínimo, anticlimática. Isso porque ela foi uma utilização exacerbada do ponto criticado por mim no episódio 4 — não mostrar nem superficialmente o processo criativo da composição das músicas. Esse fator acabou ocasionando uma conveniência meio boba. No caso, elas tinham uma música guardada, que, por sorte, atendia perfeitamente à emergência. Isso poderia ser perdoado se houvesse algum foreshadow que indicasse a existência da composição da insert “Lost My Way”, o que não foi o caso aqui.

Não bastasse isso, a avaliação por parte dos jurados não foi lá muito plausível. A Catherine elogiou bastante a música e a dança do Pyotr, enquanto criticou a instabilidade e menor harmonia das garotas. Não gostei do critério decisivo “representou bem a insegurança que vocês sentiam no momento”. Foi algo subjetivo até demais para uma crítica como ela, conhecida por ser muito ácida. A impressão que ficou para mim nesses acontecimentos é que o mundo conspira para que tudo dê certo para elas. Esse estado é algo perigoso na maioria das narrativas, pois costuma diminuir a apreensão do espectador para o que pode vir a seguir. O problema, na realidade, não chega a ser tudo ficar bem no final, mas sim o fato de que o processo para chegar a isso não foi crível o suficiente.

Mas não é como se não soubéssemos que Carole & Tuesday se classificaria para a final contra a Ângela, tendo em vista que todo o roteiro desse primeiro cour direcionava a isso. Então mantenhamos essas ressalvas por aqui mesmo e sigamos em frente. Só torço para que não ocorra novamente.

O problema da Cybelle e expectativas futuras

Já a Cybelle é uma personagem que estão insistindo piamente em adiar o desenvolvimento. Na minha mente a segunda metade desse episódio seria dedicada exclusivamente a isso. Porém, apenas vimos ela sendo levada pelos seguranças, mantendo suas motivações ainda menos compreensíveis. Espero que não fique por isso mesmo e construam algo que faça com que a Cybelle não seja vista exclusivamente como uma louca obcecada sem nenhum backstory. Seria um desperdício de personagem.

Em vez disso, decidiram passar tensão com um sequestro orquestrado pela mãe da Tues. Foi uma boa manobra para dar mais movimento à obra, mas o desenrolar ainda é uma incógnita. O que nos resta agora é aguardar o que vem pela frente e confiar nas mãos do diretor Shinichiro Watanabe. Falando no diabo, eu recomendaria esperar boas coisas do próximo episódio, visto que será escrito e esboçado pessoalmente por ele. Será no mínimo um clímax bem elaborado, tanto no enredo quanto visualmente

©Bones/Shinichiro Watanabe
Parte técnica

A staff responsável pela produção do episódio teve como storyboarder Toshiya Shinohara, diretor principal de Nagi no Asukara e Irozuku. Um cara realmente competente para esse tipo de obra, não? Já a direção ficou a cargo de Noriyuki Nomata, que já havia exercido a função no episódio 5. O supervisor-chefe foi o Yoshiyuki Ito, que vem revezando essa função com Naoyuki Konno. O primeiro exerce-a nos episódios ímpares, enquanto o segundo nos episódios pares.

Deixarei aqui um link para vocês verem mais trabalhos do pessoal que participou do anime até agora. Clicando aqui você será direcionado para a página do anime na enciclopédia do Anime News Network.

Próximo episódio

Tem, como nome, “We’ve Only Just Begun”, que faz referência ao single homônimo da banda U2.

Muito obrigado por ler até aqui, e sinta-se à vontade para deixar sua opinião nos comentários. Estaremos de volta próxima semana.

Nota: B – Red Valvet
Não sabe
o significado das nossas avaliações? Descubra aqui: Menu de Notas.


©A-1 Pictures/Miyuki Nakayama | “Quase convenceu…”

Carole & Tuesday está em simulcast pelo serviço de streaming Netflix, porém, somente no Japão.
Leia as outras análises desse anime: Carole & Tuesday.

Posts relacionados