Análises Semanais Blog

Carole & Tuesday | Episódio 8: arco do torneio

©Bones/Shinichiro Watanabe

Carole & Tuesday | Episódio 8 – All Young Dudes

Considerações iniciais 

Após aquele trio de episódios que cobri de uma vez nessa semana passada, felizmente consegui retornar ao ritmo semanal normal em Carole & Tuesday. Dessa vez, tivemos um episódio quase que inteiramente voltado ao “mata-mata” do Mars Brightest (The Voice marciano).

Shounen musical?

Achei curioso como o formato do evento ficou muito parecido com o daqueles arcos de torneio tradicionais em battle shounens. Inclusive, ao analisarmos as chaves, vemos que, muito claramente, a final será entre Carole & Tuesday e a Ângela. Isso, logicamente, ainda não é confirmado, mas tenho certeza que não é à toa que as duas entidades principais da história estão em lados opostos das chaves nas quartas de final.

©Bones/Shinichiro Watanabe

Diferentemente dos outros episódios, penso que a maior parte deste nem tem tanta coisa assim a ser discutida. Não pensem, no entanto, que estou insinuando uma queda de qualidade, apenas não tenho muito a comentar sobre 4 apresentações musicais seguidas — isso é trabalho dos jurados da competição! (hahaha).

Mas enfim, eu amei a Cybelle, nova personagem introduzida nesse episódio. O design dela é muito bonito e estou muito curioso para saber o seu backstory. Pelo menos por enquanto ainda é uma incógnita o motivo de ela gostar da Tuesday tão incondicionalmente assim. Próximo episódio teremos provavelmente um foco maior nela.

©Bones/Shinichiro Watanabe | “Não deixa ela flertar com sua garota, Carole!”
Confrontos do torneio

Já em relação aos dois confrontos do episódio, foram decerto ótimos no quesito entretenimento — como absolutamente tudo nesse anime é — mas não passaram absolutamente nenhuma insegurança em quem venceria. O Pyotr já havia sido previamente apresentado, e de jeito nenhum ele perderia para uma dupla criada apenas para servir de alívio cômico.

O que mais chamou minha atenção nessa disputa, no entanto, foi a apresentação do digital influencer. Ela foi um esbanjamento de character acting insano para um reles personagem secundário. Notem que a coreografia da dança dele é bem complexa e segue muito o que seria feito na realidade. Assim como na maioria das performances musicais do anime, foi utilizada na cena a técnica de rotoscopia, que consiste na utilização de um vídeo tirado de movimentações de pessoas reais para servir de base para a animação. Nem sempre fica tão bom, mas Carole & Tuesday vem se mostrando um prodígio em relação a isso. O responsável por animar essa cena específica foi o Takashi Mitani, que já havia aparecido no episódio 1 exercendo a mesma função.

©Bones/Shinichiro Watanabe

Além disso, a música “Dance Tonight” de J. R. Price (Pyotr) ficou muito legal. É um personagem que eu realmente não esperava que investiriam tanto assim. Pelo menos isso dará um tempero a mais na semifinal contra a dupla principal do anime.

A “batalha” das protagonistas

Falando nelas, tivemos outro conflito de resultado bem óbvio entre personagem importante versus alívio cômico. Devo dizer que eu morri de rir com o rap-ópera do OG Bulldog, mas logicamente não dá para se levar a sério no tocante à disputa em si. Entretanto, a apresentação das garotas acabou sendo aquém do que eu esperava, pois a insertWhispering My Love” foi a que menos me agradou até o momento da parceria Celeina Ann e Nai Br.XX. Não foi ruim, apenas normal demais.

O que eu gostei, todavia, foi que a jurada Catherine, a mais crítica da mesa (parêntesis abertos exclusivamente para dizer que eu adorei por demais o aquele cachorro robô como jurado), bateu justamente nessa tecla. Elas venceram mais pela falha do adversário do que pelo acerto delas. No entanto, ressaltou-se também que o fato de a música delas ser orgânica e espontânea ajudou, tendo em vista que são muito raras músicas não compostas por inteligências artificiais nesse universo.

O tão aguardado encontro!

Tematicamente, o final com as faíscas por parte da Ângela acabou sendo o mais relevante no episódio. Depois de tanto esperar, finalmente tivemos o esperado encontro entre as duas partes. Embora o Gus tenha dito aquela coisa bonitinha de reconhecimento de rivalidade, penso eu que esse não é o único motivo pelo qual a apresentação de Carole & Tuesday irritou a idol.

©Bones/Shinichiro Watanabe

Como vamos acompanhando desde o início da obra, há um contraste muito grande entre o modus operandi da Ângela e o da dupla principal. O fato de uma dupla tão “simples”, como definido pela jurada, ter chegado até ali de forma tão limpa, vai totalmente ao oposto do sofrimento que ela passou em toda a sua vida para se adequar ao sistema. Espero que a relação e o choque entre as duas partes sejam tão bem trabalhados quanto o contraste paralelo entre elas foi.

Parte técnica

A staff responsável pela produção do episódio 8 foi teve como storyboarder Motonobu Hori, que é o diretor do anime. O último episódio que ele colocou a mão diretamente foi o primeiro, que curiosamente também teve o mencionado Takashi Mitani como responsável por animar as performances musicais. Já o diretor do episódio foi Tsuyoshi Tobita, que havia já havia exercido bem a função no episódio 4. O supervisor-chefe é Naoyuki Konno, que vem revezando essa função com Yoshiyuki Ito. O primeiro exerce-a nos episódios pares, enquanto o segundo nos episódios ímpares.

Deixarei aqui um link para vocês verem mais trabalhos do pessoal que participou do anime até agora. Clicando aqui você será direcionado para a página do anime na enciclopédia do Anime News Network.

Próximo episódio

O oitavo episódio têm, como nome, “Dancing Queen”, que faz referência ao single homônimo da banda ABBA.

Muito obrigado por ler até aqui, e sinta-se à vontade para deixar sua opinião nos comentários. Estaremos de volta próxima semana.

Nota: A – Brownie de chocolate com calda de caramelo
Não sabe
o significado das nossas avaliações? Descubra aqui: Menu de Notas.


©A-1 Pictures/Miyuki Nakayama | “O gerente recomenda!”

Carole & Tuesday está em simulcast pelo serviço de streaming Netflix, porém, somente no Japão.
Leia as outras análises desse anime: Carole & Tuesday.

Posts relacionados