Blog Curiosidades Indústria

Melhores animadores da indústria: parte IV

©Kyoto Animation/Akatsuki Kana

Voltamos agora com mais uma lista trazendo alguns animadores excelentes! Eles são conhecidos como Key Animators, sendo os responsáveis pelas cenas fluidas e elaboradasdos animes aos quais assistimos. 

Se você caiu aqui de paraquedas, saiba que a parte um, a parte dois e a parte três da série de listas sobre os principais nomes que trabalham em animes nessa área podem ser encontradas aqui no site.

Norio Matsumoto

Inesperadamente, teremos aqui um animador que trabalhou, principalmente, em uma obra não tão elogiada em termos técnicos — Naruto/Boruto. Tudo bem que o Pierrot não preza tanto pela qualidade geral de seus animes; mas, convenhamos, quando é para fazer uma luta importante, dificilmente somos decepcionados. E, no caso de Naruto, a maioria de seus momentos mais importantes e bem feitos tiveram participação desse cara.

©Pierrot/Mikio Ikemoto

O gif acima, por exemplo, demonstra que o Norio não deixa nada a desejar em suas cenas de ação. A cena, retirada de uma abertura de Boruto, demonstra grande habilidade de utilização de escala e movimentação de cenário. Ele, certamente, é um dos principais nomes do anime. Ademais, trabalhou em obras como Samurai X, Baccano e Hunter x Hunter.

Masaaki Iwane

Agora, falarei do animador principal de uma das franquias mais conhecidas mundialmente. Autor de diversas cenas de nada mais, nada menos que Pokémon, devemos parabenizar o Iwane por ser um dos poucos especialistas em animar criaturas não-humanoides na indústria. Em virtude disso, trabalha no anime desde a primeira versão de 1997, continuando o ofício até hoje em Sun & Moon.

©OLM/Satoshi Tajiri

Antes de virar animador fixo no estúdio OLM, trabalhava na Toei, tendo participado, inclusive, de Dragon Ball Z e Dr. Slump.

Koh Yoshinari

Logo após tratarmos de animadores mais vanilla, por assim dizer, vamos direto para um estilo bem mais peculiar. Também conhecido pelo apelido carinhoso de Aninari, suas cenas são as menos normais possíveis. Nesse sentido, ele sempre opta por fugir do padrão, sendo fácil reconhecer quando ele está envolvido em algo. Em Made in Abyss, para exemplificar, ele fez o design e animou todas aquelas fantasiosas criaturas, que eram movimentadas de modo distinto das outras cenas.

©Shaft/Umino Chika

Para ilustrar, temos a cena acima, de 3-Gatsu no Lion. Nela vemos um estilo “não-realista”, com um traço distorcido e uso subjetivo da paleta de cores, mas, ainda assim, mantendo uma fluidez bastante detalhada. Outro trabalho impressionante no qual ele estava presente foi Kizumonogatari, fazendo parceria, inclusive, com indivíduos como o Imamura.

Ichiro Itano

Os que acompanham essa série de artigos desde o início, certamente notaram que a maioria dos artistas que trouxe aqui são atuais. No entanto, irei agora quebrar essa barreira e falar de um dos “vovôs” da indústria. Ele, aliás, chegou a trabalhar no primeiro Macross, que data do ano de 1982 (!).

©Bee Train/Okamura Tensai

Esse aqui é um dos animadores mais influentes da história, tendo sido tão marcante que popularizou um estilo de cena que recebeu seu nome: o Itano Circus. Ele consiste, basicamente, em manipular vários projéteis de uma vez, fazendo-os se deslocarem com manobras e movimentação de câmera dinâmicas.

Tatsuya Satou

Para finalizar, vamos com mais um dos integrantes da grande orquestra que é o estúdio Kyoto Animation. Como sempre, seus funcionários são marcados pelo grande domínio do character acting, bem como pela consistência no design dos personagens. Não tem nem muito o que falar, o KyoAni sempre nos entrega profissionais impressionantes!

©Kyoto Animation/Akatsuki Kana

Obs: caso você esteja interessado em ver mais cenas dos caras que citei, basta acessar o site sakugabooru.

Até a próxima parte, com mais alguns dos melhores animadores da indústria!

Posts relacionados