Blog Curiosidades Indústria

O melhor (e o pior) da Temporada de Inverno 2019

©Production I.G/Shion Miura | “Quais são os selecionados?!”

A temporada de inverno de 2019 já nos deixou, porém, o que é marcante positivamente? E o que a nossa staff gostaria de não ter visto? A seguir, você pode conferir os selecionados por certos membros da equipe Café Stile. Bon appétit!


Jacó Neto – Editor-chefe do Café Stile
©Bones/ONE | “Eu me sinto muito bem!”
  • Melhor da temporada: Mob Psycho 100 II

Essa posição aqui era, decerto, uma escolha inevitável. Afinal, estamos falando de um dos animes para TV mais bem produzidos não do ano, tampouco da década, mas sim de toda a história. Através da equipe de peso; liderada pelo diretor Yuzuru Tachikawa e pelo character designer Yoshimichi Kameda no estúdio Bones; aliados a uma schedule invejável. Fomos agraciados com 13 episódios extremamente bem-animados e dirigidos, tanto nos show-offs de ação explosiva quanto nos momentos mais cotidianos de desenvolvimento dos personagens.

Falando em desenvolvimento, esse é um ponto que lidera outra exímia qualidade do anime: o enredo. Enquanto a primeira temporada foi bem simples nesse quesito, a continuação mostrou uma grande evolução. Mob e Reigen passaram por desconstruções e reconstruções ao longo da trama, feitas de maneira inteligente e dinâmica.

  • Segundo melhor da temporada: Kaguya-sama: Love is War

Assim como Mob, essa obra aqui recebeu uma staff de primeira para o seu gênero. Muito provavelmente, o diretor Mamoru Hatakeyama é a melhor escolha atual para administrar animes de comédia romântica, e Kaguya-sama representou isso com excelência. Não é porque uma obra é desprovida de ação que a melhor escolha é fazer uma adaptação quadro por quadro; sem criatividade — mostraram isso perfeitamente aqui.

Só a história original já divertiria horrores por si só, imagine com esse acréscimo? O resultado foi uma das melhores comédias a que assisti nos últimos tempos.

  • Pior da temporada: W’z

É bem complicado falar desse aqui. Já começa pelo fato de que eu comecei o anime achando que era algo novo, porém, era uma continuação de Hand Shakers. Um dos piores animes que tive a chance de conhecer.

Para minha surpresa, esse conseguiu ser ainda pior. A má utilização de filtros digitais do estúdio GoHands continua a todo vapor, aliada, dessa vez, a um bando de personagens muito esquecíveis e uma trama ainda mais confusa que a do seu antecessor. Meu Deus, qual era a necessidade da existência desse anime? Nunca saberemos.


Éder Rodrigues – Redator do Café Stile
©Bones/ONE | “Tsubomi, sua linda!”
  • Melhor da temporada: Mob Psycho 100 II

Uma palavra resume: sensacional. Com um enredo bem trabalhado, personagens carismáticos, animação fluída, praticamente, o tempo inteiro; aliado com variações entre drama, romance e batalhas, sem dúvida nenhuma, Mob ocupa o topo da minha lista. Foi encerrado de maneira digna e, principalmente, concisa com toda a estrutura que o anime se propôs.

  • Segundo melhor da temporada: My Roommate is a Cat

Na minha opinião, a grande surpresa. Quem imaginaria que um anime que trabalha a relação de um gato com o seu dono daria tantas cenas interessantes? Seja na parte da comédia ou no drama; cujo o anime trabalha muito bem. Ademais, o ponto de vista da Haru (a gatinha) e a do seu dono, Subaru, nos faz entender o que cada um pensa sobre algo que ambos vivenciaram; e isso foi incrível!

  • Pior da temporada: Magical Girl Spec-Ops Asuka

Mais uma tentativa de imitar Madoka. Porém, com personagens e enredo falhos. O principal problema com isso é que o anime não se sobressai em nada. Faz tudo de um jeito muito medíocre. Não chega a ser terrível, entretanto, será uma daquelas obras que esquecerei rapidamente.


Breno Santos – CEO do Café Stile
©Production I.G/Shion Miura | “É impossível não ter apreço por cada um deles!”
  • Melhor da temporada: Run with the Wind

O anime estreou na temporada de outono, ou seja, teve dois cours. Uma obra-prima de esporte que passou despercebida por muitos, todavia, que contém uma das histórias mais envolventes que vi nos últimos anos. Um roteiro primoroso que imerge o telespectador não somente na história de um, mas de dez personagens, simultaneamente.

Dispondo de excelentes temas de abertura e encerramento, uma animação de qualidade do estúdio Production I.G e uma ótima composição de série, como já citado, a produção é uma experiência fantástica – que desperta desde risadas a lágrimas.

  • Segundo melhor da temporada: Boogiepop and Others (2019)

A obra pode soar confusa para o público geral, porém, não posso deixar de destacar o quão a história é profunda e reflexiva. Boogiepop trabalha com os sentimentos humanos; dos mais devassos aos mais desesperadores. O diretor premiumShingo Natsume, apresenta um ótimo trabalho novamente.

A trilha sonora é grave, os cenários são escuros e tudo é apresentado de uma maneira imersiva. Para que, definitivamente, o mundo saiba que a entidade chamada Boogiepop precisa estar presente para por ordem nas coisas.

  • Pior da temporada: Tensei Shitara Slime Datta Ken 

Slime tem um primeiro cour ótimo. Sem rushs e com bom-desenvolvimento. Porém, a segunda parte; apresentada na temporada de inverno – é medíocre. Tudo que acontece de ameaçador se resolve muito rápido. Ou as situações são tão entediantes que 24 minutos de episódio parecem uma eternidade.

Há uma melhora considerável nos três últimos episódios. Mas uma trinca não salva um bloco de doze como um todo, tampouco o anime inteiro. Fico triste em dizer isso, mas o anime do Rimuru tinha um potencial muito maior.


Marcelo Almeida – Redator do Café Stile 
©A-1 Pictures/Aka Akasaka | “A Chika é a mais engraçada! 💗💞
  • Melhor da temporada: Kaguya-sama: Love is War 

Particularmente, nem sei por onde começar. Kaguya-sama foi um daqueles animes que fazia tempo que eu não assistia, onde cada minuto passa tão rápido que acabo querendo que o episódio tivesse quarenta minutos. A direção fez um ótimo trabalho em controlar os alívios cômicos, o que garantiu momento hilários com os personagens – esses que também merecem destaque por serem bem cativantes.

  • Segundo melhor da temporada: My Roommate is a Cat

Sem sombra de dúvidas, foi uma das minhas gratas surpresas da temporada. O clima de slice of life do anime é ótimo, trazendo vários momentos do cotidiano dos protagonistas de forma cativante.

Não apenas isso, o anime consegue criar um desenvolvimento de personagem incrível. Vale ressaltar, que, esse desenvolvimento não fica apenas para o humano da história, também se estende para a gatinha, Haru. A divisão de perspectivas entre a Haru (gata) e o Subaru dão um charme extra para os episódios, alternando entre a forma que cada um vê a relação em que estão; e é em cima disso que o anime se constrói.

  • Pior da temporada: Egao no Daika

Estaria mentindo se dissesse que odiei totalmente o anime, mas dentre tudo o que assisti, de longe, foi o que mais decepcionou no final. Começou até que bem, tentando usar a proposta “fofinha” para emplacar eventos pesados e dramáticos; para em seguida surpreender, mas logo isso virou o grande problema para mim.

Morte por morte não é entretenimento. Ainda mais se segue aquela fórmula simples de: focar em um personagem, apresentar seus dramas e depois matá-lo. Somado a isso, a divisão de tempo entre as duas protagonistas ficou mal pensada. Houve saltos de perspectivas – de episódio para episódio – que só ajudavam a diminuir a empatia, e reforçar a forma clara em que as mortes aconteceriam.

Se apenas isso não bastasse, o final sofre um rush tão grande; e força uma situação tão exagerada, que, não ajuda em nada a diminuir a sensação de que foi uma perda de tempo botar fé no anime.


Matheus Boruto – Podcaster do Café Stile
©A-1 Pictures/Aka Akasaka | “Esse anime pede uma bela tigela de Ramén!”
  • Melhor da temporada: Kaguya-sama: Love is War

Eu amo comédia romântica, entretanto, essa foi diferente de qualquer outra que já vi! O narrador me conquistou, algo impressionante, afinal, ele não é um personagem, e sim apenas uma voz de fundo. Personagens cativantes, animação que merece seus elogios, uma vez que, é realmente ótima para um anime desse gênero. Além disso, uma opening que nunca mais sairá da cabeça, afinal… LOVE IS WAR!

  • Segundo melhor da temporada: Mob Psycho 100 II

Mob dispõe de uma animação que, em outras palavras, acho que nunca verei outra igual, sinceramente, é lindo ver cada frame, dar pausa e analisar cada tonalidade e movimento. Quanto ao enredo, é Mob, não tenho muito o que falar, está maravilhoso. É uma experiência que recomendo à todos.

  • Pior da temporada: Pastel Memories

Genérico! Acabei (risos). Em outras palavras, é realmente um tédio. Personagens sem sal, história mal-feita; e um enredo péssimo! Sinceramente, é um anime feito somente para vender figures.

Posts relacionados