Animes Blog Curiosidades

Tsundere Fest: os melhores animes com tsunderes

©Gainax/Hideaki Anno

Seja bem-vindo a mais um post da Tsundere Fest aqui no Café Stile! Caso você tenha caído aqui de paraquedas, esse é um evento que, pasmem, é focado em tsunderes; sendo que, nele, são feitos vários artigos com essa temática em específico.

Algumas pessoas (inclusive entre as que eu conheço), olham com cara feia ao ouvir esse termo. Ademais, alegam que é um arquétipo irritante presente apenas em “animes genéricos” de comédia romântica, ecchi e harém.

Isso não apenas já começa errado pelo preconceito infundado por esses gêneros; como também há um grande equívoco devido ao fato de que elas estão presentes em todo tipo de obra. Este post, em suma, objetiva listar os melhores animes para mim os quais há a presença eminente de alguma tsundere, sem, no entanto, ter o romance como foco principal.

Steins;Gate

Há alguma maneira melhor de começar um post desse do que citando um dos animes mais bem conceituados do século?  A obra sobre viagem no tempo figura, indubitavelmente, como entre as melhores avaliadas por quem assiste, e, vejam só, sua heroína principal, Makise Kurisu, é uma tsundere! Devido à sua personalidade forte, aliada a sua excepcional inteligência, ela consegue conquistar facilmente o expectador.

©White Fox/5pb

A história do anime gira em torno de um pseudo-cientista maluco que, acidentalmente, acaba conseguindo um microondas (????) que consegue alterar o tempo. Mas não se engane, a trama do anime, voltada ao suspense, é bastante complexa e exige atenção para ser compreendida.

Shokugeki no Souma

Primeiramente, tenha em mente que esse anime apenas não é normal. Provavelmente, é a primeira vez na história que alguma obra de culinária faz os personagens terem um orgasmo ao comer. Enfim, embora sua premissa seja, no mínimo, bizarra; a execução é simplesmente muito boa, escrachada e cômica. Isso porque os personagens são divertidos, as “lutas” gastronômicas empolgam horrores e o enredo se desenvolve muito bem.

©J.C. Staff/Tsukuda Yuuto

Assim como em Steins;Gate, sua heroína principal, Erina Nakiri, é uma tsundere. Ela está em um patamar acima dos outros alunos, sendo tratada, praticamente, como uma princesa. Porém, por trás dessa imagem firme e imponente, há um lado fofo e um ótimo backstory.

Toaru Majutsu no Index

E agora falaremos de Index, um anime que foi bem popular no final da década de 2000. O que mais me agrada nessa produção é, provavelmente, sua ambientação, porquanto considero bastante interessante o contraste entre intrigas mágicas/religiosas e o desenvolvimento tecnológico avançado. A trama em si não é desenvolvida de forma inovadora, mas consegue sim se manter envolvente.

©J.C. Staff/Kamachi Kazuma

Como não poderia faltar, a tsundere dessa vez é a Misaka Mikoto, de longe, a personagem mais simpática do anime com seu jeito emburrado. Aliás, ela é tão legal que ganhou um spin-off focado nela chamado Toaru Kagaku no Railgun. Ele, inclusive, fez mais sucesso no Japão que o próprio Index. Lembrando que a obra está em sua terceira temporada nesse outono de 2018. Sua temporada anterior havia sido transmitida em 2010.

Gosick

Pois é, meus colegas, até mesmo um anime de mistério pode ter uma protagonista tsundere. A Victorique se encaixa nessa personalidade e é uma notável detetive que “fuma” tanto quanto o Sherlock Holmes, só que em um cachimbo de brinquedo. Já que a obra é ambientada na Europa do início do século XX, algo relativamente raro em animes, abriu-se um leque de possibilidades para a criação de uma estética idiossincrásica para ela.

©Bones/Sakuraba Kazuki

Os mistérios são interessantes e, mesmo aparentando, às vezes, não terem conexão um com o outro, no final formam um plot linear construído desde o início com as nuances dos eventos. A produção do estúdio Bones também foi bem consistente.

Neon Genesis Evangelion

E, para fechar, vamos com o clássico que, talvez, tenha sido o principal responsável pela popularização das tsunderes que viria a ocorrer no século seguinte. Devo salientar, precipuamente, que a popularidade da obra é tão grande que até hoje suas vendas de Blu-Ray foram as maiores da história para animes de TV.

Apesar de alguns não irem com a cara desse anime depressivo e filosófico de robôs gigantes, é inegável a sua influência. Contando com trama e direção voltadas à exploração do psicológico dos personagens ao invés de batalhas de tom épico, Evangelion ficou marcado como o Magnum Opus do conceituado diretor Hideaki Anno.

©Gainax/Hideaki Anno

Então nada mais natural que a Asuka, uma das heroínas, se tornasse um modelo a ser seguido pelas eventuais tsunderes que a sucederiam.

E você, tem algum anime com tsunderes que acha que poderia ter entrado na lista? Fale aí nos comentários. Além disso, fique ligado, pois esse é apenas o primeiro dia de nossa Tsundere Fest.

Posts relacionados