Animes Blog Curiosidades

Pokémon: a final da Liga Kalos foi uma injustiça?

©OLM/Kunihiko Yuyama

Já começarei respondendo a pergunta/título da matéria… sim, o final da liga Kalos foi uma grande injustiça e irei comentar o meu ponto de vista e dizer o motivo.

Para mim, sem dúvidas, Pokémon XY/XYZ foram as melhores temporadas do anime; simplesmente por ter desenvolvido o Ash muito mais que nas outras regiões. Conforme o desenvolvimento do protagonista foi crescendo, a minha “esperança” que ele pudesse ganhar algo também.

©OLM/Kunihiko Yuyama
Vamos começar

Como estou falando da final, irei focar nos dois últimos episódios da liga; episódios 37 e 38 de XYZ. Praticamente a luta toda entre Ash e Alain foi equilibrada, tirando alguns pontos como o protagonismo do Pikachu atuando novamente. Não desmaiando quando necessariamente deveria, mas tirando essa peculiaridade, foi bem parelha; até chegar a última batalha.

Alain usou seu Charizard (hackeado só pode) e Ash usou seu Greninja. No início, a luta foi bem disputada até chegar na parte “over power master supreme sayajin” quando os dois Pokémon resolvem se transformar. Charizard mega evoluiu para sua forma “X” e Greninja e Ash, através de seu elo muito forte,  viram “um só” (no sentido puro da palavra); o Ash-Greninja.

©OLM/Kunihiko Yuyama
Sobre a luta

A luta visualmente é linda e muito bem coreografada (principalmente nas partes que o Greninja ia com tudo com “Cut” para cima do Charizard), porém, depois de um tempo, Greninja já estava exausto e resolveu fazer a famosa “Water Shuriken “Gigante“” (quando eu vi pela primeira vez, pensei que ele iria fazer uma “Genki Dama”, só pelo tamanho daquilo). Sem dúvidas, o ataque supremo. O Pokémon de Alain recebe esse “mega fucking” ataque e se mantém de pé com apenas uma dor no joelho, e Greninja desmaia por exaustão.

Sinceramente, eu achei ridículo isso, pois o Charizard do Alain, mesmo em sua forma mega evoluída; deveria receber muito mais dano do que àquilo mostrado. Esse ataque do Greninja não tem especificamente nos jogos oficiais de Pokémon, porém, se tivesse, eu chutaria que ele teria uns 150 de poder. Na situação que a batalha estava, seria o suficiente para derrotar o Charizard.

©OLM/Kunihiko Yuyama
Resultado

Ash, mais uma vez, perdeu a liga, e dessa vez de uma forma muito injustiçada, pois quem viu o anime sabe o quanto o personagem foi desenvolvido e o quanto o seu time foi ficando forte. Ele realmente estava aprendendo com suas derrotas. Cada batalha ficava ainda melhor, deram uma importância colossal ao inicial de Ash nessa geração e lhe deram uma “transformação”, que, na época, não existia nos games e mesmo assim o resultado foi aquele desastre.

O que realmente aconteceu nisso tudo? É o seguinte: a Pokémon Company não quer arriscar, afinal, o anime é feito para vender os jogos e a marca registrada é o Ash em busca de seu sonho de se tornar um Mestre Pokémon.

Mas não é preciso ser um gênio para saber que não é vencendo uma liga que você se torna um mestre, nem se o Ash ganhasse da campeã de Kalos ele se tornaria um Mestre Pokémon. Para o mesmo realizar esse feito, seria necessário muitos anos de prática e experiência. No final, tivemos uma Liga Pokémon corrida com o Alain entrando de última hora – ganhando todas as insígnias praticamente com facilidade – e vencendo de uma forma ridícula.

©OLM/Kunihiko Yuyama
Conclusão

Eles poderiam fazer o Ash perder na elite 4 ou até mesmo para a Diantha. Depois “resetavam” ele como sempre fazem ao trocá-lo de região, porém, não foi assim. Em minha opinião, isso foi um desrespeito com os fãs que estavam ansiosos pelo final. E não apenas pelo fato de Ash ter perdido (na verdade, a gente já está acostumado a ver ele perder) mas sim pela forma que o mesmo foi derrotado.

Sei que critiquei bastante. Mas tirando esse final, a liga foi muito boa. Teve batalhas incríveis e memoráveis, mas infelizmente as mesmas foram ofuscadas pela ultima batalha, que, deixou muitas pessoas na época (inclusive eu) furiosas e inconformadas com a forma que fizeram a derrota do protagonista.

Posts relacionados