Blog Primeiras Impressões Temporada de Outono

Primeiras Impressões: Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai

©CloverWorks/Hajime Kamoshida
Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai – Descrição técnica 

Nome alternativo: Rascal Does Not Dream of Bunny Girl Senpai
Diretor: Sōichi Masui
Autor original: Hajime Kamoshida
Estúdio: CloverWorks
Adaptado de: Light Novel
Data de estreia: 03 de outubro
Gênero: Comédia Romântica, Sobrenatural, Vida escolar

Um anime de uma menina vestida de coelhinha? Estranho, porém, interessante. Veja o que nossa equipe tem a dizer sobre Bunny Girl e deduza se dispõe de uma chance.

Fernando Himura – Twitter do Café Stile

Um anime, no mínimo, interessante; além da arte muito bela e personagens marcantes, ele mostra uma maneira diferente de ver o mundo. Com os personagens principais bem distintos; uma idol e uma pessoa comum. Eles se juntam, meio que por um acaso, devido a um problema da adolescência – com uma pitada de sobrenatural.

Essa obra traz um gostinho de café com licor – um pouco suave no começo mas amargo no final – talvez até amargo demais. Uma cena bem interessante é exatamente no começo, onde o Sakuta está na biblioteca e vê a Mai andando de coelhinha sexy, porém, ninguém a vê, somente ele. Lembra até um sono que maioria dos adolescentes já tiveram ou irão ter; de está pelado em público. Pode ter certeza que você irá passar por isso, creio que esse anime tenha muito a nos propor.

Nota: 4/5 – Café au lait 

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “A abertura já se mostrou muito interessante”
Breno Santos – CEO do Café Stile

O estúdio CloverWorks trouxe um trabalho de animação muito competente. Ademais, a atmosfera do anime trabalha com uma tragicomédia muito boa. Eu não esperava menos de um material que foi feito pelo mesmo criador de Sakurasou. Ressalta-se a sinceridade do protagonista. Há algumas questões diárias – até meio filosóficas – que Sakuta é super transparente sobre. Como o fato de dois amigos serem suficientes.

Além disso, destaca-se o tema de abertura, Kimi no Sei – The Peggies, ele é muito envolvente e prende e anima o público totalmente para o que esta por vir. Todavia, os mistérios por trás do motivo de ninguém conseguir ver a Mai é o que deixa a obra extremamente instigante. Com certeza, o anime tem todos os quesitos para ser um dos melhores da temporada.

Nota: 5/5 – Expresso Machiatto

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Quando você está de boa e alguém vem te encher o saco”
Gabriel Perianez – Freelancer do Café Stile

O anime começa com a sensação de ser algo extremamente leve; de personagens com as falas calmas, porém, em nenhum momento passa a ser algo “chato”. A história segue, basicamente, dois personagens: Azusagawa Sakuta e Sakurajima Mai, onde ambos são pessoas de poucos amigos, porém, Sakuta sofre certo preconceito por um incidente passado e Mai por não ir muito à escola e ser famosa.

Um mistério é iniciado logo nesse primeiro episódio, onde as pessoas ao redor de Mai são incapazes de vê-la em determinados momentos, porém, Sakuta consegue. Ele diz que é provável que a mesma sofra da Síndrome da Adolescência e acaba acreditando na conversa de Mai. A história seguir esse mistério, mantendo esse estilo calmo. Os personagens não parecem ser tão cativantes, porém, isso pode mudar com o passar dos episódios. A animação se mostra boa, nada de surpreendente, mas também não faz feio. A trilha contribui para o clima calmo e sereno da história.

Nota: 3/5 – Café expresso

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Os dois protagonistas”

Nota média da equipe: 4/5 – Café au lait

Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai está em simulcast pelo serviço de streaming Crunchyroll.

Posts relacionados