Blog Primeiras Impressões Temporada de Outono

Primeiras Impressões: Goblin Slayer

©White Fox/Kumo Kagyu | “Só mais um isekai bobinho? Repense!”
Goblin Slayer – Descrição técnica 

Diretor: Takaharu Ozaki
Autor original: Kumo Kagyu
Estúdio: White Fox
Adaptado de: Light Novel
Data de estreia: 06 de outubro
Gênero: Ação, Fantasia

Você procura por um anime que realmente retrate iniciantes em um RPG? Pois bem, parece que Goblin Slayer se aproveita bastante do que ser um noob pode causar de problemas.

Matheus Boruto – Podcaster do Café Stile 

Que anime é esse?! Eu sou completamente fã do gênero slasher em filmes de terror. Esse anime é praticamente isso, eu simplesmente adorei. Amei a animação, a ambientação de cores, os efeitos em mortes. A censura por culpa de sangue ou da própria escuridão na caverna, é fantástico!

Eu não fico enjoado fácil, então, a cena do estupro não mexeu tanto assim comigo. Lógico, foi extremamente pesado, porém, se era necessário para o enredo. O protagonista caladão é muito foda. Amo personagens que somente têm esse instinto de matar, mesmo sendo crianças, entretanto, achei a sacerdotisa um pouquinho irritante. Considerações finais? Estou curioso para saber o que tem debaixo do capacete.

Nota: 5/5 – Expresso Macchiato 

©White Fox/Kumu Kagyu | “Saindo da jaula o monstro!”
Breno Santos – CEO do Café Stile 

Animes pesados não fazem o meu estilo. Todavia, o enredo de Goblin Slayer é convincente – principalmente – quando falamos de iniciantes que querem fazer bonito. A animação do estúdio White Fox não é nada de muito sensacional, porém, é agradável aos olhos.

A obra é uma pedida a quem tem estômago forte e gosta de ver sangue jorrando na tela com frequência. Caso você se encaixe nesse grupo, o anime é para você. Todavia, se você não se sente bem vendo esse tipo de coisa, melhor passar longe. Há cenas pesadas logo no primeiro episódio – incluindo estupro, sério, é bizarro. Apesar dos apesares, o anime estreou regularmente.

Nota: 3/5 – Café expresso 

©White Fox/Kumu Kagyu | “Sharingan! Não, espera…”
Fernando Himura – Twitter do Café Stile

Se você está procurando um anime casual, com coisinhas bonitas e histórias que sua mãe, irmã mais nova ou filha possa assistir com você, não encontrará nesse anime, agora se você é jogador de RPG de mesa ou quer sentir aquilo que você viu em jogos hardcore, você irá se deliciar aqui meu amigo. Pois aqui não tem papa na língua, o negócio muito sangue, sexo e rock n’ roll.

Com uma belíssima arte, e uma lolita super lindinha – que você amaria guarda em sua prateleira; você até se engana de começo, mas não demora muito para ver que estamos em um mundo real, onde pode-se até sentir o cheiro do sangue e a pressão das cavernas.

Nota: 5/5 – Expresso Macchiato 

©White Fox/Kumu Kagyu | “Esse clima calmo hein!”

Nota média da Staff: 4/5 – Café au lait 

Goblin Slayer está em simulcast pelo serviço de streaming Crunchyroll.

Posts relacionados