Blog Primeiras Impressões Temporada de Outono

Primeiras Impressões: Irozuku Sekai no Ashita Kara

©P.A. Works/Toshiya Shinohara | “Uma cena dessas!”
Irozuku Sekai no Ashita Kara – Descrição técnica

Diretor: Toshiya Shinohara
Estúdio: P.A. Works
Adaptado de: (—) obra feita originalmente para TV
Data de estreia: 05 de outubro
Gênero: Drama, Magia, Romance

O estúdio P.A. Works fica quietinho, produzindo pouco, porém, eles ficam focando, com toda a certeza, em animações que tiram o nosso fôlego. Está na hora de conhecerem a opinião de nossa equipe sobre Irozuku Sekai.

Breno Santos – CEO do Café Stile

“Orgasmo ocular” – esse seria o meu termo para com a animação desse anime. Simplesmente, esplêndida. O estúdio P.A. Works não deixou a desejar em nenhum frame sequer, meu amigo, até o detalhe na água era algo vibrante aos olhos. O ritmo do anime é lento em seu início e meio confuso, uma vez que, não entendemos muito as questões que levaram Kohaku a mandar Hitomi para o passado.

Ademais, salienta-se que esses mistérios e fatos mal-explicados do início podem ser apenas uma premissa para prender o público – certamente me prende. Tenho plena confiança na qualidade de animação e na competência da staff com o trabalho. Dificilmente, o P.A. Works entrega algo aquém do digno.

Nota: 5/5 – Expresso Macchiato

©P.A. Works/Toshiya Shinohara “Incrível, simplesmente, incrível!”
Fernando Himura – Twitter do Café Stile

Arte muito bonita – de “saltar” os olhos – muito bem-animado, mas não creio que somente isso faça o anime ser bom, pois vemos uma garota que perdeu o interesse pela vida ou pelo o que ela proporciona, por isso ela diz que tudo perdeu a cor, e do nada vem a avó dela e diz que irá manda-la a 60 anos no passado sem um objetivo a ser alcançado.

Espero, de todo o coração, que esse anime tenha uma melhora drástica, pois ficou muito vago no que queria apresenta, ou não tente virar mais um genérico. O momento mais interessante é quando a Hitomi viaja no tempo, que vai lhe roubar boas gargalhadas.

Nota: 2/5 – Café cortado

©P.A. Works/Toshiya Shinohara | “Alguns personagens que podem ter uma importância no futuro”
Jacó Neto – Redator do Café Stile 

Eu estou simplesmente maravilhado. Certamente, nunca imaginei que passaria por uma catarse visual tão grande com esse anime. Tudo bem que o P.A. Works nunca entrega trabalhos abaixo da média, mas eles realmente produziram o episódio com considerável esmero. Desde o belo e detalhado character design até os magníficos cenários, tudo foi feito de forma a manter uma estética fascinante e fidedigna ao conteúdo da obra.

A direção do Shinohara foi igualmente formidável, com momentos indiscutivelmente criativos (sim, cena final, estou falando de você). Isso se deve, sobretudo, à sua experiência — dirigiu também o bem-produzido anime original Nagi no Asu Kara. Ademais, não bastasse esse esbanjamento visual, seu enredo se mostrou interessante; o universo é criativo, porquanto nunca vi a magia representada de forma tão empírica como aqui. A iniciativa de acompanhar a obra pela perspectiva da heroína também foi boa. Caso continue assim, pode vir a ser um dos melhores do ano.

Nota: 5/5 – Expresso Macchiato

©P.A. Works/Toshiya Shinohara | “Olha esse character design!”
Felipe Novais – Facebook do Café Stile

Esse anime é muito lindo, não tem como não comentar como é belo. Em relação a história, estou um pouco ansioso, uma vez que, quando se trata de viagem no tempo, sempre há surpresas.

Uma menina maga que não gosta de magia (????) e não consegue ver as cores, acaba sendo mandada de volta no tempo sem um objetivo claro. Esses são os primeiros acontecimentos do anime. Os personagens são um pouco intrigantes, é uma obra que vale apena conferir nessa temporada.

Nota: 4/5 – Café au lait

©P.A. Works/Toshiya Shinohara | “Beautiful girl!”
Vinicius Raphael – Freelancer do Café Stile 

Tenho que confessar que o anime me comprou mais por questões de visual do que roteiro. Assistindo ao primeiro episódio, eu tomei como ponto de partida a narrativa da história – que, por sinal, segue de maneira lenta – e penso que o anime tem muito a amadurecer ainda, afinal, foi apenas o primeiro episódio.

Nota: 4/5 – Café au lait 

Nota média da staff: 4/5 – Café au lait

Posts relacionados