Animes Blog Reviews

Review: Anima Yell!

©Doga Kobo/Tsukasa Unohana
Anima Yell! – Descrição técnica 

Diretor: Masako Sato
Autor original: Tsukasa Unohana
Estúdio: Doga Kobo
Adaptado de: 4-koma Mangá
Número de episódios: 12
Gênero: Comédia, Escolar, Esportes

Vamos começar “tirando o chapéu” para o estúdio Doga Kobo. Duas obras na mesma temporada, duas entregues com uma consistência de invejar estúdios menores. Anima Yell funciona demais; na coreografia, nas músicas e na diversão.

O anime traz o cotidiano de um grupo de líderes de torcida. Casualmente, danças teriam que ser apresentadas. O que me surpreende é a sábia decisão de deixar o CG de lado e animar as coreografias em 2D. E, melhor que isso, fazer isso bem.

Apesar das coreografias das meninas não se tratarem de algo absurdo, os frames são feitos adequadamente. E a staff foi mais competente ainda ao ver que, em coreografias mais difíceis que exigiriam mais tempo de animação, a utilização de quadros estáticos seria necessária. Sinceramente, prefiro ver um quadro estático bem feito do que um CGI misturado ali – o que causaria certa estranheza.

Indubitavelmente, o ambiente do anime é completamente acolhedor. Seja através das músicas dançadas pelas personagens ou pelos momentos cômicos. Os frames caricatos foram bem-encaixados para reforçar cenas que já seriam engraçadas por natureza. E alguns itens no sense, como, por exemplo, um bico de pato surgindo do nada em Kohane, serviram bem ao propósito cômico.

Uma por todas e todas por uma 

Anima Yell é mais um bom exemplo de obra com personagens legais. E a Kohane, protagonista desse enredo, destaca-se de uma forma única. Ela é divertida, alto astral e está sempre pensando positivo. No mundo de Kohane, nada parece ter a possibilidade de dar errado.

Esse espírito dela é o que algumas garotas precisam para entrar no clube recém-formado. O jeito atrapalhado de Kohane conquista não só o público, como as outras personagens também. A única fraqueza dela é seu medo de altura, que, por outro lado, vai sendo superado aos poucos.

Hizume Arima, a experiente do grupo, é quem compra a ideia de Kohane para que a associação das líderes de torcida seja criada. Ela é uma personagem séria e focada; porém, seu medo de ficar sozinha – comum na realidade – é o que proporciona momentos cômicos a ela.

Há uma loira aqui chamada Uki, certo, ela é bem pontual. Posso dizer que a matemática da Uki em cena é calculada muito bem. Ela entra, faz o papel dela e sai de cena naturalmente. Sua presença sempre está ali ao mesmo tempo que não. Ela é marcante com sua “paixão” pela Kohane e seu jeito extrovertido.

Há outras duas personagens que compõe a associação, mas falar sobre elas seria spoiler. Todavia, devo destacar a Basket-senpai, sim, não descobrimos o nome dela. Afinal, a Kohane chama a guria assim o anime inteiro. Ela é uma das grandes responsáveis pela ascensão do grupo de cheerleader.

Em suma

É um anime divertido e pontual. Ele faz bem o seu papel. Diverte, além de proporcionar um entretenimento interessante e apresentar termos do universo das líderes de torcida. Há alguns movimentos legais que, com certeza, o público leigo não fazia ideia da existência.

Para quem busca um enredo que traga rotina escolar e cheerleaders, Anima Yell é uma ótima pedida. A obra é agradável e vale o investimento.

Nota: 8 – Cappuccino

©J.C. Staff/Hajime Komoshida | “Esse anime recebe o selo notas da Shima de qualidade!”

Anima Yell! está disponível no catálogo do serviço de streaming Crunchyroll.

Posts relacionados