Animes Blog Reviews

Review: Hataraku Saibou

©David Production/Akane Shimizu
Hataraku Saibou – Descrição técnica 

Nome alternativo: Cells at Work!
Diretor: Kenichi Suzuki
Autor original: Akane Shimizu
Estúdio: David Production
Adaptado de: Mangá
Gênero: Comédia

Personagens

Devo confessar a vocês, meus caros leitores, que é até difícil falar sobre personagens, quando se trata de um anime de células, onde elas não tem um “nome”, por assim dizer. Porém, todos eles aqui, na minha opinião, são muito bem trabalhados, com um time cômico muito bem feito e personagens carismáticos, cada um refletindo a sua personalidade de suas respectivas funções dentro do organismo, e isso é muito interessante. 

©David Production/Akane Shimizu | “O olhar de quem não gostou do seu comentário hater”

Merecem destaque: Kesshouban (Plaquetas), Hakkekkyuu U-1146 (Glóbulo Branco), Sekkekkyuu AE3803 (Glóbulo Vermelho)
Surpreenderam: NK Saibou (Célula NK), Célula Cancerígena.
Poderiam ser mais aproveitados: Kouenkikyuu (Basófilo)

Cabe aqui ressaltar a dinâmica entre os protagonistas, a Glóbulo Vermelho e o Glóbulo Branco. Apesar de células, como todos sabem, não possuir um gênero, no anime eles possuem. E é bem feito. Ambos os personagens são muito bem destacados, como a Glóbulo Vermelho viver se perdendo e não saber o caminho certo, e o Glóbulo Branco, que, sempre aparece para salvar a pele das células, principalmente a da Glóbulo Vermelho.

Coincidência? Eu não creio nisso. Apenas em um futuro romance entre ambas as células, o que é bizarro de se pensar, mas bem legal de poder assistir isso, quem sabe, na próxima temporada.

Análise técnica

Confesso eu, que fiquei bem surpreendido com a animação de Hataraku Saibou. Não esperava ver um design tão bonito, apesar de, na maioria das lutas, não ser algo muito fluído. O seu diretor, Kenichi Suzuki, se saiu muito bem. Ele já trabalhou na série Jojo Bizarre Adventures e na direção do elogiado Drifters. Nota-se que ele tem muitos contatos de bons animadores na indústria, o que deixou a obra bem bonita visualmente.

©David Production/Akane Shimizu | “Como não amar esta mulher ou melhor dizendo; está célula?”

Sobre a sua abertura, Mission! Ken – Kō – Dai – Ichi” (Mission! Health First) cantada por Kana Hanazawa (dubladora da protagonista Glóbulo Vermelho), Tomoaki Maeno (Dublador do protagonista Glóbulo Branco), Daisuke Ono (dublador da Célula T), & Kikuko Inoue (dubladora da Macrofágo), é muito engraçada, uma vez que, ela é para cima e animada.

Já seu encerramento, de nome“CheerS” da cantora ClariS, é totalmente oposto. Já é mais suave, passa uma sensação de tranquilidade, paz e igualmente bonita. Achei legal, não tão boa quanto sua abertura, mas legal mesmo assim.

Composição de série

Aqui temos uma premissa bem simples, e que prossegue por todo anime: a batalha das células contra todo e qualquer tipo de infecção, doença ou “corpo estranho” que aparece no organismo. Outrossim, apesar de ser algo repetitivo, não é enjoativo, muito pelo contrário, é muito divertido e explicativo. Todo episódio é um “vilão” diferente para derrotar. Não é Tropa de Elite mas, a cada episódio, o inimigo agora é outro (que comparação legal, “empolgante”, como diria o meme).

©David Production/Akane Shimizu | “Como um anime, faz você simpatizar por uma célula cancerígena?”

Vou ressaltar aqui, bem brevemente o episódio 7 de Hataraku Saibou. Este episódio, foi, de todos, o mais impactante, e que nos passou o valor da vida e o seu lugar no mundo. Não vou dar spoilers sobre o que acontece neste episódio, entretanto, a mensagem que a célula cancerígena nos passa, é basicamente o que o Mewtwo fala no primeiro filme de Pokémon: aqueles que me criaram nunca perguntaram se eu queria existir.

Recomendação aos nossos clientes 
©David Production/Akane Shimizu | “Tropa de Elite, osso duro de roer, pega um pega geral, também vai pegar você”

Hataraku Saibou é um anime que teve até uma divulgação razoável, mas que, na minha visão, o boca a boca é que fez este anime se popularizar para os fãs de animes. É inevitável a comparação com Osmose Jones, um filme (depois acabou virando um desenho exibido entre 2002 e 2004) que trata basicamente da mesma temática, mas que aqui, é mais bem trabalhado e devo dizer, melhor.

Ademais, faz com que você pesquise, procure entender quais são as doenças, os problemas, e principalmente, as células do nosso corpo, isso achei fascinante, um anime didático que faz você pesquisar e adquirir mais conhecimento. Super recomendo, vai com a mente aberta, que, indubitavelmente, é um dos melhores animes da temporada.

Hataraku Saibou ou Cells at Work está disponível no serviço de streaming Crunchyroll.

Nota: 9 – Frappuccino

Posts relacionados