Animes Blog Reviews

Review: Yagate Kimi ni Naru

©TROYCA/Nio Nakatani
Yagate Kimi ni Naru – Descrição técnica

Nome alternativo: Bloom Into You
Diretor: Makoto Katou
Autor original: Nio Nakatani
Estúdio: TROYCA
Adaptado de: Mangá
Número de episódios: 13
Gênero: Shoujo Ai, Vida escolar

Primeiramente, devo ressaltar um erro brutal que cometi. Comparei essa obra a Citrus. Não que esse citado seja ruim, porém, eu julgava Yagate Kimi ni Naru um genérico do mesmo, todavia, fui surpreendido por uma obra que atropelou seu semelhante gerador de comparações.

As diferenças já começam na produção. A fotografia de Bloom Into You é marcada de bons preenchimentos. Os tons são frios, apesar da presença, em alguns momentos, de cores mais vivas. O marasmo é um sentimento muito presente na obra, e essa utilização de tons reforça isso. Entretanto, ressalta-se que a presença de cores vívidas, mesmo em tons frios, demonstra a esperança de que aquele romance possa florir.

Outro ponto forte do show é sua trilha sonora. Sua abertura é uma balada; passando um ótimo “ar romântico” ao telespectador. Já seu encerramento é agitado e traz um ritmo de música eletrônica – que é bem divertido e serve para levantar o astral após alguns acontecimentos.

De mesmo modo, a soundtrack durante as cenas dispõem de um piano bem presente. As faixas começam em tons altos e animados e descem, de forma natural, o seu ritmo. A cada instante que a cena vai ficando tensa, o grave do piano aumenta proporcionalmente.

Yuu rainha, Yuzu rainha também, mas não dá para comparar

Eu confesso que gostei muito da Yuzu em Citrus. Tudo o que ela fez para superar as adversidades e ficar com a Mei foi notável. Porém, a Yuu, como protagonista, supera a Yuzu em muitos pontos. Sendo o principal o seguinte: Yuu é desprovida de sentimentos.

A protagonista do anime quer amar alguém, mas não consegue. Essa é uma das piores sensações do mundo, dá um “ar de vazio” inexplicável. A progressão e o crescimento de Yuu são interessantes, pois quem colocou a “lenha na fogueira” foi a Nanami. E conforme o relacionamento das duas vai avançando, o desenvolvimento sentimental da protagonista também segue o mesmo rumo.

Falando na Nanami, ela é a outra protagonista. É presidente do conselho estudantil. A princípio, uma personagem que ninguém entende o propósito. Mas seus questionamentos internos são plausíveis e uma certa descoberta que ela tem sobre o passado derruba, quase que por completo, a personagem.

Os demais membros do conselho estudantil também são bacanas. Apesar de não terem uma grande relevância. Com exceção da Saeki que, para a surpresa geral, acaba sendo uma rival de Yuu. Logo, é a única personagem de background que tem maior destaque.

Em linhas gerais

O anime traz um romance sincero. Nenhuma parte dos acontecimentos shoujo ai são simplesmente service jogados na tela. As cenas de interação entre Yuu e Nanami são acolhedoras. É basicamente o tipo de momento que você poderia ver repetidas vezes sem enjoar.

Essa retratação de um romance sincero, sem forçações; conectado a uma boa fotografia e a um bom roteiro, tornam Yagate Kimi ni Naru uma obra muito agradável. O final poderia ser melhor, mas acendeu minha esperança sobre o futuro do show. Não atoa que está quase dois pontos na frente de seu semelhante.

Nota: 8 – Cappuccino

©J.C. Staff/Hajime Komoshida | “Esse anime recebe o selo notas da Shima de qualidade!”

Yagate Kimi ni Naru está disponível no serviço de streaming HiDive.

Posts relacionados