Animes Blog Reviews

Review: My Roommate is a Cat

©Zero-G/As Futatsuya/Tunami Minatuki| “Que coisa fofa gente”
My Roommate is a Cat – Descrição técnica 

Nome original: Dōkyonin wa Hiza, Tokidoki, Atama no Ue.
Diretor: Kaoru Suzuki
Autor original: As Futatsuya (ilustração); Tunami Minatuki (roteiro)
Estúdio: Zero-G                                                    Episódios: 12
Adaptado de: Web Mangá
Gênero: Comédia, Slice of life

Sejam todos bem-vindos a mais uma review dos animes de janeiro da temporada de inverno de 2019. Aqui falaremos sobre My Roommate is a Cat, um anime que foi o que mais me surpreendeu (dos que assisti é claro) positivamente com sua história e seu enredo bastante cativante. Sem mais enrolação, vamos para a review.

My Roommate is a Cat narra a história do romancista Subaru Mikazuki, que é tímido e antissocial, e de Haru, o gato de rua que teve que enfrentar as mais severas dificuldades. Esta relação é o que dá o tom de todo o anime e, principalmente, constrói um enredo pra lá de plausível e intrigante.

Contudo, o que faz desse anime ser bastante singular e diferente são as mudanças de perspectivas que ele propõe. A história é contada a partir de duas perspectivas: a do Subaru com seu cotidiano e vendo as travessuras do gato e, em seguida, partir da visão do gato, vendo o que ela estava pensando e dos motivos dela ter realizado essas travessuras e “rebeldias”.

©Zero-G/As Futatsuya/Tunami Minatuki| “Um dos melhores personagem do anime”

Aliás, todos os personagens estavam muito bem construídos e eles contribuem muito para a evolução do protagonista. Por falar nele, Subaru possui um arco progressivo tão interessante, já que vemos a cada episódio seu crescimento pessoal, muito por causa de sua conexão com Haru. Quem diria que uma pessoa fechada ao mundo fosse progredir tão bem e de maneira gradual como foi com Subaru.

Outrossim, a gatinha Haru também é um ponto interessantíssimo. Ela lentamente vem para cuidar de Subaru e ajustar a sua nova vida. Seu ponto de vista segmenta cada episódio, e todos eram tão bons. Cada um me fez rir e apreciar sua personalidade.

Além disso, o elenco de apoio foi ótimo também. Kawase para Okami, e até mesmo para o outro animal. Todos bons personagens, trabalhados de maneira simplista, contudo, construídos muito bem ao longo de todos os 12 episódios que o anime possui. Realmente é de se admirar o que foi feito nesta obra.

Ademais, o visual não é tão bom, entretanto, numa obra de comédia, como é o caso desse anime, não é tão importante assim e, ao meu ver, não me incomodou em nada. O estúdio Zero-G vem de uma sequência de bons trabalhos, como foi em Grand Blue, apesar de ser um estúdio jovem e que fez poucas obras revelantes

Opinião Final

Simplesmente incrível. Tudo o que foi feito em My Roommate is a Cat é sensacional. Todo detalhe aqui conta e é importante para entender o todo. Tanto Subaru quanto Haru passaram por perdas que impactaram em suas personalidades, todavia, aos poucos esse coração fechado vai se abrindo para o mundo, para novas possibilidades e para novos desafios, como isso é bem representado logo no primeiro episódio.

Se eu recomendo My Roommate is a Cat? Certamente, vale muito a pena. Apesar de eu não gostar de gatos, esse anime me fez ter uma simpatia maior com o felino. Além disso, é uma ótima pedida para uma obra leve, divertida e principalmente com um enredo de ótima qualidade. Na minha opinião, a melhor surpresa da temporada de inverno de 2019, sem dúvidas.

Nota: 9 –  Frappuccino

©CloverWorks/Hajime Kamoshida | “Esse anime é tão bom quanto o sorriso da Mai!”

My Roommate is a Cat está disponível pelo serviço de streaming Crunchyroll.

 

Posts relacionados