Animes Blog Curiosidades

Sword Art Online: o grande problema com seus vilões psicopatas

"Sugou e seus gostos peculiares."
©A-1 Pictures/Reki Kawahara | “Sugou e seus gostos peculiares”

Sword Art Online se tornou um anime extremamente famoso ao passar dos anos, tanto que atualmente estamos em sua terceira temporada e, obviamente, a obra obteve uma evolução em quesitos técnicos; dispondo de uma animação ainda melhor, porém, não podemos dizer o mesmo sobre os vilões de cada saga — exatamente o nosso papo de hoje.

Kawahara e seus fetiches

Para uma obra de ação ser considerada boa (ao menos para mim), é necessário um protagonista carismático e um vilão emblemático — para que tenhamos emoção ao acontecer um encontro de ambos.

Sword Art Online vai contra isso. O Kirito é um personagem carismático, mas não podemos dizer o mesmo sobre os vilões do enredo.

"Melhor arco da segunda temporada."
©A-1 Pictures/Reki Kawahara | “Melhor arco da segunda temporada”

Reki Kawahara, criador de “SAO,” tem um grande “fetiche” por psicopatas, afinal, ele introduziu pelo menos um por arco. 

Fazer um vilão com transtornos psicológicos não é uma ideia ruim, pessoalmente acho interessante, mas não é ideal ficar apenas fazendo isso, já que você acaba saturando a obra com muito mais facilidade.

Tanto que na primeira temporada de Alicization eu dei uma nota 5 devido a um roteiro que começou excelente e terminou de uma forma horrível — provando o fato de que só porquê um anime é bem animado não irá significar que ele também terá uma história condizente. 

Tinha potencial para ser melhor
"Momentos antes da desgraça acontecer."
©A-1 Pictures/Reki Kawahara | “Momentos antes da desgraça acontecer”

Sabemos que criar um vilão para um obra não é algo fácil e demanda uma imensa criatividade para fazer o público criar apreço.

Fazer um psicopata que não se importa com ninguém além de si, infelizmente, já ficou batido em SAO.

Eu, pelo menos, espero um vilão que possua um background diferente dos demais, assim iríamos odiar ele pelos seus motivos para fazer tais coisas e não pelo fato dele ser apenas mais um vilão genérico em uma obra que a cada novo arco insiste na mesma fórmula.

Do que adianta colocar uma staff incrível para animar se o roteiro desaponta em vários pontos? Isso acaba ofuscando a beleza do anime.

Considerações finais

Sword Art Online é um anime que particularmente eu tenho um grande apreço, gosto muito dos personagens criados e principalmente de algumas ideias que foram mostradas, mas infelizmente muitas delas são mal-aproveitadas — principalmente no que diz respeito aos antagonistas.

Sword Art Online está disponível no catálogo do serviço de streaming Crunchyroll.
Leia mais conteúdo sobre a obra aqui em nosso site.
Confira os nossos podcasts sobre SAO:

Posts relacionados